DIGA NÃO AO PL DO AUTOCONTROLE! Assine e ajude a impedir essa ameaça nacional aos animais!
Notícias
Receba as últimas notícias e atualizações da Animal Equality

100 milhões de porcos doentes e mortos – Entenda o que está acontecendo no mundo

outubro 26, 2022

A peste suína africana (PSA) é uma doença viral, altamente contagiosa, que tem infectado porcos criados em fazendas indústrias.  Ela tem sido apontada como o maior surto de doença animal do mundo, que, desde 2018, já levou à morte cerca de 100 milhões de porcos. Especialistas estimam que essa doença atinja cerca de três quartos dos suínos do mundo. 

Este vírus já está presente nos cinco continentes e em pelo menos 45 países. O vírus tem a capacidade de sobrevivência de até 1.000 dias em carne congelada e longos períodos em objetos, como roupas e sapatos. Até o momento, não existe a preocupação que este vírus possa contaminar o ser humano. Porém, sempre que uma doença animal está presente, um estado de alerta se acende, pois muitas doenças, a princípio, infectavam apenas os animais e devido a mutações, passaram a também infectar o ser humano. 

A PSA é uma doença de notificação obrigatória aos órgãos oficiais nacionais e internacionais de controle de saúde animal, com potencial para rápida disseminação. Ainda não existe uma vacina efetiva contra a doença e nem tratamento para os animais. Desta forma, os produtores sacrificam não apenas os animais comprovadamente doentes, mas todos aqueles que estão na fazenda, como forma de conter a disseminação do vírus. 

Entre os sintomas, os animais apresentam: febre, perda de apetite, letargia, hemorragia na pele e nos órgãos internos, e muitos animais acabam morrendo. Os que não vem a óbito, como mencionamos acima, são sacrificados. Os métodos utilizados para o sacrifício são preocupantes, sendo possível encontrar vídeos na internet onde milhares de porcos são jogados dentro de valas e enterrados vivos, morrendo por asfixia. É muito comum que a indústria da exploração animal precise fazer o chamado sacrifício sanitário – para evitar a disseminação de alguma doença – e ainda não existe um método que seja comprovadamente seguro e indolor para os animais. 

A PSA é apenas uma das centenas de doenças que acometem os animais em fazendas industriais. Porcos, que são animais extremamente dóceis, brincalhões e inteligentes, são forçados a viverem em meio às suas próprias fezes e urina, em ambientes de superlotação. As fêmeas reprodutoras passam suas vidas em gaiolas onde não conseguem nem ao menos dar dois passos e girar em torno do próprio corpo. Um ambiente insalubre e estressante é um “prato cheio” para o desenvolvimento e proliferação de inúmeros patógenos, inclusive aqueles que acometem o ser humano. 

Não podemos mais aceitar que animais sejam criados dessa forma, isso é um enorme sofrimento para os animais e também um risco para a saúde humana. Para saber mais sobre como os suínos são criados no Brasil, assista ao vídeo da nossa investigação secreta em uma fazenda de porcos.


Últimas notícias
janeiro 29, 2023

As dezoito organizações de proteção animal mais relevantes a nível europeu, incluindo a Animal Equality, reuniram-se num ato no Parlamento Europeu, organizado pela L214 e pelo European Institute for Animal Law and Policy para reivindicar a proibição do sacrifício de pintinhos machos em toda a União Europeia. O evento contou…
janeiro 11, 2023

Como a única grande companhia de cruzeiros sem uma política pública, a Viking deixa a desejar em seus padrões de bem-estar animal Hoje, a Open Wing Alliance (OWA), uma coalizão internacional que trabalha para acabar com o abuso de galinhas em todo o mundo – e da qual a Animal…
dezembro 27, 2022

Fazendo doações, assinando petições e realizando ações online pelos animais, você alcançou resultados incríveis para os animais nos últimos doze meses. Em 2022, juntos impactamos cerca de 200 milhões de animais em todo o mundo e o ano ainda não acabou Aqui estão 10 dos maiores momentos para os animais…