DIGA NÃO AO PL DO AUTOCONTROLE! Assine e ajude a impedir essa ameaça nacional aos animais!

Relatório de Impacto Janeiro – Março 2022

ESSE É APENAS O COMEÇO

Em apenas três meses, você mudou a vida de 22 milhões de animais!

Fico muito agradecida por defensores como você, que protegem os animais da poderosa indústria da carne. Você deveria ter muito orgulho de cada conquista que só foi possível graças à sua determinação em criar um mundo melhor.

Por causa das suas generosas doações, ações e apoio, nossos investigadores puderam continuar expondo o abuso de animais em fazendas industriais. Imagens de uma fazenda de vacas leiteiras no Reino Unido foram transmitidas pela BBC e alcançaram milhões de espectadores, convencendo muitos a abandonar os laticínios. Seus esforços convenceram 18 empresas de alimentos ao redor do mundo a reduzir o sofrimento de 1,2 milhão de galinhas e 20 milhões de frangos adotando novas políticas que eliminam as gaiolas e permitem que os animais abram suas asas.

Sua paixão continua a inspirar nossa equipe global a seguir alcançando resultados. À medida que avançamos, fico honrada e animada para ver o que mais podemos realizar com você este ano.

Obrigada por escolher fazer a diferença!

Com gratidão,

Sharon Núñez
Presidente da Animal Equality

IMPACTO EM NÚMEROS

3
investigações lançadas
18
empresas que adotaram políticas de proteção animal
22+ MILHÕES
animais impactados pelo nosso trabalho
112.597
voluntários globais
223.398
pessoas que assinaram nossas petições
1.5+ MILHÕES
visualizações em vídeos

AÇÕES DE CAMPANHA

Juntos, demos passos significativos para ajudar os animais em 2022 por meio de nossas campanhas globais. Com seu apoio e determinação, lidamos com alguns dos problemas mais urgentes que afetam os animais de criação. Suas ações nos ajudaram a lutar por porcas presas em gaiolas de gestação, a chamar atenção para o abuso das galinhas e a expor as práticas cruéis da indústria de laticínios e muito mais.

Cada campanha que lançamos é fundamental para criar mudanças duradouras para galinhas, vacas, porcos e outros animais em fazendas industriais e matadouros em todo o mundo. Com cada assinatura em petições, ganhamos apoio público que nos permite sentar à mesa com os principais tomadores de decisão para mudar as leis existentes e estabelecer novas proteções legais para os animais. Ao compartilhar nosso trabalho e entrar em contato com empresas pelas redes sociais, você está ajudando a conscientizar sobre o sofrimento animal e a responsabilizar os agressores. Essas ações levam a mudanças nas políticas de empresas, a reformas legais e, às vezes, até ao fechamento de instalações.

Seu compromisso com os animais é fundamental para o sucesso de cada campanha. Ao nos juntarmos, estamos usando nossa força coletiva para lutar contra a indústria e construir um mundo melhor para os animais.

ACABANDO COM A PECUÁRIA INDUSTRIAL

Protestando contra a pecuária industrial durante um protesto do Dia Internacional dos Direitos dos Animais em São Paulo.

Vacas, porcos, galinhas e outros animais passam a vida presos dentro de fazendas industriais onde são tratados como máquinas usadas para produzir laticínios, carne e ovos. Amontoados em galpões sem janelas, porcos vivem em gaiolas tão pequenas que não conseguem se virar. Frangos vivem entre seus próprios dejetos e lutam para andar ou ficar de pé devido ao seu “melhoramento” genético. Vacas suportam a fecundação forçada e a separação de seus filhotes. E galinhas ficam confinadas em pequenas gaiolas incapazes de abrir as asas.

Os animais que vivem em fazendas industriais carecem de um ambiente onde possam expressar seus comportamentos mais naturais e estão sujeitos a maus-tratos por parte dos trabalhadores sem consequências. Estamos lutando pelos animais dentro de fazendas industriais por meio de nossas investigações em um esforço para educar o público sobre o que a indústria mantém oculto. Sentamos à mesa com representantes governamentais para criar novas leis para responsabilizar os abusadores. E estamos incentivando as empresas a mudar suas políticas existentes e criar novas que protejam os animais de sofrimentos desnecessários. Todas as nossas ações são passos importantes para eliminar permanentemente a pecuária industrial.

Fazendas Industriais em Destaque

Lançamos a campanha Fazendas Industriais para mostrar o sofrimento que os animais sofrem nessas instalações. Nossa petição assinada por milhares de pessoas, pede:

  • O fim com o confinamento de animais em gaiolas até 2027, conforme anunciado pela Comissão Europeia.
  • A proibição da mutilação de porcos sem anestesia.
  • O fim de subsídios do governo para a pecuária industrial.

Colocando os Animais na Agenda

No Reino Unido, a Animal Equality participou de duas Recepções Parlamentares na Câmara dos Comuns sobre a legislação sobre animais. Na recepção, o Secretário de Estado do Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais prometeu considerar uma emenda sobre questões de bem-estar animal, incluindo o fim de gaiolas para galinhas, realizando um inquérito público. As evidências enviadas serão publicadas em um relatório público. Esses eventos contaram com a presença de muitas pessoas influentes, incluindo membros do Parlamento, jornalistas, especialistas em animais e celebridades.

Carla Lettieri, Diretora da Animal Equality Brasil, conversa com o ex-presidente Lula.
Crédito da foto: Cláudio Kbene

Reunião Presidencial no Brasil

A diretora executiva da Animal Equality, Carla Lettieri, foi convidada a se reunir com o ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, especialistas, celebridades e representantes de organizações de proteção animal, para discutir propostas para proteger os animais da crueldade. Carla destacou como a Constituição Brasileira e a Lei de Crimes Ambientais podem ser usadas para prevenir a crueldade contra todos os animais, incluindo animais de criação, e que é necessária uma ação agressiva do governo brasileiro.

Prevenindo a Retrocesso da Proteção Animal

A Animal Equality e outras organizações enviaram uma carta ao Presidente do Conselho de Ministros, ao Ministro da Agricultura, Políticas Alimentares e Florestais e ao Ministro da Transição Ecológica. Nessa carta, abordamos as propostas da Comissão Europeia de fornecer 548 milhões de dólares em apoio aos agricultores, relaxar a legislação ambiental já existente na Política Agrícola Comum da União Europeia e atrasar as principais ações do Green Deal. Pedimos a eles que não retrocedam as leis de proteção animal.

Protetores de animais em Roma protestam contra falsos rótulos de bem-estar animal.

Lutando Contra Rótulos Enganosos

Protestamos em Roma contra as novas diretrizes sobre rotulagem de alimentos propostas pelo Ministro da Agricultura, Alimentação e Florestas e pelo Ministro da Saúde. As novas diretrizes permitiriam que as empresas de carne enganassem os consumidores rotulando carne, ovos e leite de fazendas industriais como produtos com “bem-estar animal”. Além de centenas de e-mails e milhares de tweets, enviamos uma carta aos ministros exigindo que práticas cruéis como castrar e cortar o rabo de porcos sem anestesia não sejam rotuladas como “bem-estar animal”.

Eliminando as Gaiolas na União Europeia

A Animal Equality lançou a segunda fase da campanha End the Cage Age, que pede à União Europeia que elimine as gaiolas nas fazendas industriais até 2027. A Animal Equality e mais de 170 outras organizações reuniram mais de 1,6 milhão de assinaturas em apoio. Nossas equipes na Itália, Espanha e Alemanha exigiram que seus respectivos governos apoiassem a proibição das gaiolas.

Sopa de fava de uma receita do LoveVeg

Encorajando uma Dieta à Base de Plantas

A Animal Equality expandiu sua campanha LoveVeg para a América Latina, ajudando mais pessoas a aprender sobre os benefícios de uma dieta à base de plantas. Mais de 20.000 pessoas usam nossas receitas todos os meses.

Criando um Comíssio de Bem-estar Animal

Os representantes da Animal Equality reuniram-se com membros do Parlamento Europeu para incentivá-los a apoiar a campanha #EUforAnimals. A campanha pede a criação de um cargo comissionado de Bem-estar Animal, diretamente responsável pela saúde, segurança alimentar e bem-estar dos animais em todo o continente.

PROIBINDO A ALIMENTAÇÃO FORÇADA DE PATOS E GANSOS

Estamos ajudando patos e gansos ao acabar com a prática cruel de alimentação forçada usada para a produção de Foie Gras. A prática da alimentação forçada causa muita dor e estresse aos animais, além de provocar lesões, infecções e rompimento de órgãos.

Estamos determinados a banir permanentemente a alimentação forçada com uma abordagem estratégica. Nos EUA, estamos fazendo campanha estado por estado e trabalhando com governos estaduais e locais para proibir a venda e produção de Foie Gras. Já em países onde a produção já está proibida, estamos trabalhando para eliminar sua importação e venda.

Campanha para Banir o Foie Gras

A Animal Equality lançou uma campanha pedindo a proibição total da produção e comercialização de Foie Gras no Brasil. Mais de 110.000 pessoas já assinaram a petição.

Nos Estados Unidos, estamos trabalhando para introduzir legislação local e estadual para proibir a alimentação forçada e a venda de Foie Gras, e avançar para uma proibição permanente da produção nacionalmente. A presidente Sharon Núñez e nossa consultora jurídica Sarah Hanneken realizaram um evento de perguntas e respostas para responder às suas dúvidas sobre Foie Gras e como participar de nossa campanha. Sarah também liderou dois workshops de advocacy sobre maneiras de engajar legisladores locais.

Atores Ricky Gervais e Peter Egan mostraram seu apoio público à proibição da importação de foie gras no Reino Unido.

Celebridades Britânicas Pedem ao Governo que Proíba as Importações de Foie Gras

Mais de 250.000 pessoas se juntaram à campanha da Animal Equality contra o Foie Gras no Reino Unido, assinando nossa petição. As celebridades britânicas Ricky Gervais, Peter Egan, Dr. Amir Khan e Dame Joanna Lumley também enviaram uma carta ao governo do Reino Unido pressionando-os a cumprir suas promessas de proibir a importação de Foie Gras.

Campanha Contra o Foie Gras na Alemanha

A Animal Equality lançou uma campanha para acabar com a alimentação forçada de gansos e patos para a produção e importação de Foie Gras na Alemanha. Embora a alimentação forçada já seja uma violação das leis de bem-estar animal do país, somente em 2020, a Alemanha importou 51,5 toneladas de Foie Gras de outros países europeus. Além disso, estamos pedindo que a proibição completa da alimentação forçada na Europa seja introduzida como parte da revisão em andamento da legislação da UE sobre animais.

MELHORANDO A VIDA DOS FRANGOS

Os frangos são os animais mais consumidos no mundo. Eles são mantidos em galpões amontoados, forçados a viver em seus próprios dejetos e criados para crescer tão rápido que sofrem deformidades dolorosas nas pernas e ataques cardíacos.

Estamos trabalhando para estabelecer novas políticas específicas de bem-estar para frangos criados pela carne, essas políticas incluem métodos de abate mais humanos e padrões ambientais mais rigorosos, como melhor qualidade do ar e o uso de raças menos propensas a problemas de saúde dolorosos.

Restaurantes de Saladas dos EUA Ficam Livres de Gaiolas

A Animal Equality lançou uma campanha para ajudar porcos, frangos e galinhas em dez dos principais restaurantes de saladas dos EUA. Temos o prazer de informar que esta iniciativa rendeu seis novas políticas adotadas pela Just Salad, Honeygrow, Chopt e Sweetgreen, cuja receita totaliza mais de meio bilhão de dólares por ano. Com a ajuda de nossos apoiadores, continuamos a pressionar as empresas restantes a fazer melhor pelos animais.

Protestando a falta de uma política de bem-estar do Eataly no Brazil.

Grande Varejista de Alimentos Italiano se Compromete a Mudar

Após negociação com a Animal Equality e outras organizações de proteção animal, o Eataly assinou o European Chicken Commitment na Itália, comprometendo-se a cumprir os termos do acordo até 2026. O Eataly é a primeira grande empresa de restaurantes a se comprometer a reduzir drasticamente o sofrimento dos frangos usados pela carne.

Pedindo à Proibição de Práticas Cruéis de Reprodução

Nossos investigadores na Itália se infiltraram em uma granja para coletar os corpos de sete aves que morreram lá. Nós os levamos a dois veterinários especializados que os analisaram e descobrimos que eram frangos de crescimento rápido, que atingiram cerca de seis quilos em apenas sete semanas e sofreram de inúmeras condições de saúde, como pneumonia, ataques cardíacos e doenças respiratórias. Devido ao seu enorme tamanho, os animais não conseguem andar ou ficar de pé e são suscetíveis a lesões ósseas. Exigimos que o governo italiano, o ministro da Saúde e o ministro das Políticas Agrícolas proíbam a criação de animais geneticamente selecionados para crescer tanto em tão pouco tempo que passam a vida inteira sofrendo.

AGINDO PELOS PORCOS

Os porcos nas fazendas industriais passam a vida inteira confinados em gaiolas tão pequenas que nem conseguem se virar. Porcas são forçadas a deitar em pisos frios e úmidos, incapazes de cuidar adequadamente de seus filhotes. Eles suportam o corte da cauda e a castração sem anestesia alguns dias após o nascimento – uma prática comum na indústria. Estamos defendendo os porcos, visando a prática cruel das gaiolas de gestação e pedindo mudanças nas políticas de bem-estar e o desenvolvimento de novas.

New Jersey Proíbe Gaiolas

Como parte de um acordo, a Animal Equality ajudou a garantir vários co-patrocinadores para apoiar a legislação que proíbe as gaiolas usadas para porcas e bezerros em Nova Jersey. O projeto de lei tem até 2023 para ser aprovado e pode impactar as futuras gerações de suínos e bezerros criados para carne.

Investigação Mexicana Alcança Milhões

Nossos investigadores no México estavam determinados a expor as dolorosas mutilações que os porcos sofrem logo após o nascimento. A investigação, possível graças ao seu apoio, foi coberta por alguns dos meios de comunicação mais importantes do país e ajudou a educar milhões de pessoas sobre as implicações do consumo de carne e incentivá-las a reduzir ou eliminar a carne de seus pratos.

Membros do time da Animal Equality ao lado de advogados nos portões da Corte de Totana (Murcia, Spain)

Atualização de Investigação Espanhola: Denúncia de 2018 vai ao Tribunal

Em um passo significativo para responsabilizar os agressores, nossa denúncia contra uma fazenda de porcos na Espanha e a empresa de carnes Cefusa irá para o tribunal. O perito independente que inspecionou a fazenda após nossa denúncia, instou o juiz a fechar a fazenda devido à negligência e crueldade que testemunhou. A investigação foi destaque no programa de televisão mais importante do país, Salvados, e mostrou porcos sofrendo de tumores, deformidades e, em alguns casos, canibalismo. Continuaremos a expor e denunciar o abuso de animais e levar os responsáveis à justiça

ELIMINANDO AS GAIOLAS PARA GALINHAS

As galinhas passam a vida em gaiolas apertadas, onde não conseguem se mover livremente e abrir as asas. Devido ao estresse do confinamento, muitas delas se envolvem em automutilação e canibalismo.

Estamos defendendo as galinhas, pressionando as empresas a eliminar o uso de gaiolas e fornecer o básico para seu bem-estar, como ninhos, poleiros e áreas para banho de poeira.

Proibição de Gaiolas Aprovada no Havaí

A consultora jurídica da Animal Equality testemunhou em várias audiências de comitês legislativos para promover a proibição de gaiolas no Havaí, levando à aprovação unânime do projeto em cada comitê. A legislação proibirá o uso e venda de gaiolas para galinhas.

Grandes Redes de Restaurantes se Comprometem a Ficar Livres de Gaiolas

Graças ao seu apoio, conseguimos que a Unicomm e outras quatro grandes empresas na Itália adotem políticas para eliminar gaiolas. A Unicomm e todas as marcas do grupo, juntamente com Food Delivery Brands, The Cheesecake Factory, Bloomin’ Brands e Panda Express, comprometeram-se a eliminar todos os ovos de galinhas engaioladas de seus produtos.

Apoiadores da Animal Equality se juntam em Madri para protestar contra o abuso de galinhas.

Grupo de Hotéis Espanhol Elimina Gaiolas para Galinhas

Depois de conversar com a Animal Equality, a cadeia de hotéis Vincci Hotels se comprometeu a garantir que 100% dos ovos consumidos em todos os seus hotéis na Europa sejam provenientes de galinhas livres de gaiolas. O compromisso impactará positivamente na vida de 21.450 galinhas por ano.

PROTEGENDO ANIMAIS EM MATADOUROS

Os animais dentro dos matadouros carecem de qualquer tipo de proteção. Por conta dos métodos impróprios de atordoamento, vacas, porcos e cordeiros são frequentemente mortos enquanto ainda estão conscientes. Frangos, perus e outras aves passam por um sistema de insensibilização elétrica que não é 100% eficaz. E, como resultado, milhões de aves são escaldadas vivas todos os anos.

Por meio de nossas investigações, estamos conscientizando o público sobre as práticas cruéis usadas em matadouros ao redor do mundo. Além disso, estamos pedindo aos governantes que aperfeiçoem as leis de bem-estar dos animais nos matadouros, acabando com o abate sem atordoamento e instalando câmeras de vigilância

Mudando as Leis na Cidade do México

A Animal Equality apresentou uma iniciativa ao Congresso da Cidade do México para considerar a operação de matadouros não regulamentados como um ato de crueldade contra os animais e passível de dois a quatro anos de prisão.

Avançando as Proteções Legais para Animais em Hidalgo

Nossa equipe jurídica se reuniu com a Comissão de Segurança e Justiça Cidadã e a Comissão de Estudos e Análise Legislativa do Congresso de Hidalgo para discutir a urgência e a necessidade de fornecer uma estrutura legal para proteger os animais de fazendas industriais.

A deputada Gabriela Cárdenas com a vice-presidente da Animal Equality Dulce Ramirez e a coordenadora jurídica Isabel Franco

Atualização da Campanha Jalisco “Sem Crueldade”

A Animal Equality participou de uma reunião do Congresso Estadual de Jalisco com a deputada Gabriela Cárdenas para continuar elaborando a legislação para incluir o primeiro capítulo de Bem-estar Animal na Lei Estadual de Proteção Animal possibilitada por nossa campanha. No México, esta é a primeira iniciativa de lei que aborda explicitamente a proteção de animais criados para consumo.

ACABANDO COM A EXPLORAÇÃO DAS VACAS

As vacas criadas e mortas para produção de laticínios sofrem com a impregnação forçada e a separação de seus bezerros durante o restante de suas vidas, até o momento do abate. Seus bezerros viverão sozinhos em pequenas gaiolas onde serão alimentados com uma dieta substituta do leite e seus chifres recém-desenvolvidos serão queimados sem analgésicos.

Nossas investigações descobriram abusos cometidos por trabalhadores em todo o mundo, que socam e chutam os animais no rosto e no estômago. Continuaremos a conscientizar o público e defender uma nova legislação que responsabilize os abusadores.

Investigação em Fazenda de Leite no Reino Unido Vai ao Ar na BBC

A Animal Equality divulgou uma investigação revoltante dentro de uma fazenda leiteira chamada Madox Farm, localizada em Carmarthenshire, no País de Gales. Nosso investigador documentou trabalhadores chutando e socando vacas no rosto e no estômago, torcendo suas caudas e batendo nelas com pás de metal afiadas. Em outra ocasião, uma vaca prenha foi deixada para sofrer e morrer após seu filhote morrer dentro dela. Os responsáveis haviam sido recomendados por um veterinário a usar eutanásia imediata, mas, mesmo assim, não o fizeram. A Madox Farm fornece leite para a Freshways, a maior processadora de laticínios do Reino Unido, cujos produtos são distribuídos para grandes empresas. A filmagem foi ao ar no Panorama da BBC One, um dos maiores programas de televisão do país, e foi vista por milhões de telespectadores. Em resposta, centenas de pessoas se comprometeram publicamente a parar de beber leite.

LUTANDO PELOS PEIXES

Milhões de peixes vivem em tanques de cultivo com altos níveis de amônia e nitratos. Como consequência, eles ficam suscetíveis a infecções bacterianas e infestações parasitárias que se alimentam de suas brânquias, órgãos e sangue. Não há proteções legais para os peixes – eles podem ser deixados fora da água e mortos por asfixia, pelo alto nível de dióxido de carbono na água, eletrocussão e até mesmo decapitação.

Estamos lutando pelos peixes de criação e trabalhando com empresas para estabelecer padrões mínimos de bem-estar. Continuaremos a investigar e documentar o sofrimento de peixes em matadouros para eliminar a imagem que é passada ao consumidor sobre os peixes serem criados de “forma humana”.

Pedindo por Proteções Legais mais Rígidas para Peixes de Criação

No Reino Unido, estima-se que 70 milhões de peixes são criados e mortos a cada ano. Apesar das crescentes evidências científicas de que os peixes sentem dor e alegria, eles carecem das leis de proteção mais básicas. Em colaboração com a Conservative Animal Welfare Foundation e a Advocates for Animals, a Animal Equality divulgou um novo relatório pedindo leis mais fortes de proteção a esses animais e fiscalização das indústrias de abate de peixes no Reino Unido. O The Times cobriu a reportagem, mais uma vez colocando os peixes de criação em destaque nacional.

Fiscalizações Obrigatórias em Matadouros de Peixes

O governo escocês estabeleceu fiscalizações obrigatórias nos matadouros de salmão. Esse é o resultado de uma investigação da Animal Equality de 2021, onde descobrimos peixes tendo suas brânquias cortadas enquanto ainda conscientes, sendo espancados por trabalhadores e deixados para sufocar. Enviamos uma carta ao Comitê de Bem-estar Animal pedindo inspeções regulares sem aviso prévio e câmeras de vigilância obrigatórias com acesso disponível ao público.

OBRIGADA POR CRIAR UM MUNDO MELHOR PARA OS ANIMAIS

Junte-se à Animal Equality hoje para ajudar os animais ao longo do ano e continuar impulsionando esses avanços.