O FIM DO CONSUMO DE CÃES E GATOS NA CHINA ESTÁ PRÓXIMO

Pela primeira vez, uma lei exclui cães e gatos da lista oficial de animais comestíveis na China.

O primeiro rascunho desta lei, que foi submetido a revisão até 8 de maio, foi publicado pelo Ministério da Agricultura na quarta-feira, 8 de abril, e exclui cães e gatos da classificação de animais para consumo pela primeira vez.

O consumo desses animais é legal, mas é menor, e há anos a oposição de organizações e ativistas da causa animal vem crescendo.

“É a primeira vez que o governo chinês reconhece gatos e cães como animais de estimação e os exclui da categoria animais de consumo”, diz Silvia Barquero, diretora da Animal Equality na Espanha.

Estima-se que 10 milhões de cães e quatro milhões de gatos sejam consumidos anualmente na China.

Por vários anos, a Animal Equality realizou investigações, infiltrando-se em abatedouros de cães para denunciar esse comércio cruel.

Muitos desses animais são sequestrados de famílias, como descobriram os nossos investigadores.

Estamos literalmente arriscando nossas vidas para denunciar esse comércio cruel e estamos contentes com esse importante passo para que o consumo de cães e gatos na China se torne parte do passado.