DIGA NÃO AO PL DO AUTOCONTROLE! Assine e ajude a impedir essa ameaça nacional aos animais!
Notícias
Receba as últimas notícias e atualizações da Animal Equality

Rede de restaurantes japonesa proíbe gaiolas em todo o mundo

setembro 8, 2022

Com mais de 1.700 restaurantes em 27 países, a nova política da Toridoll visa melhorar a vida de inúmeras galinhas em sua cadeia de suprimento global.

A TORIDOLL Holdings Corporation, uma das maiores empresas de restaurantes do mundo com sede no Japão, lançou uma política global de bem-estar animal comprometendo-se a fornecer ovos e produtos de ovos 100% livres de gaiolas para seus restaurantes em todo o mundo, tornando-se o maior compromisso livre de gaiolas de uma multinacional japonesa até o momento. Este compromisso crítico para melhorar o bem-estar das galinhas usadas para ovos vem após a colaboração entre a Toridoll e a Open Wing Alliance, uma coalizão global de mais de 90 grandes organizações de proteção animal em 63 países, incluindo a Animal Equality.

Com mais de 1.700 restaurantes em 27 países, grande presença na Ásia e uma trajetória de rápido crescimento, a nova política da Toridoll irá melhorar a vida de inúmeras galinhas criadas em suas cadeias de suprimentos globais. Só no Japão, cada restaurante Toridoll usa mais de 1.000 ovos por dia. Com esse compromisso em vigor, a Toridoll Japão deve fornecer aproximadamente 1,2 milhão de ovos sem gaiola até o final de 2022 e 11,68 milhões de ovos sem gaiola até o final de 2023, melhorando a vida de cerca de 40.000 galinhas no período de 16 meses.

As marcas da Toridoll incluem Marugame Udon, Wok to Walk, Shoryu Ramen, Pokeworks, Konas Coffee, Boat Noodle, Monster Curry, Tamjai Samgor Mixian, Tamjai Hunnan Mixian e muito mais.

O esforço da coalizão que ajudou a garantir essa política de bem-estar animal foi liderado por membros da Open Wing Alliance, uma coalizão global unida para melhorar o bem-estar de galinhas criadas em granjas industriais em todo o mundo. A Animal Equality conquistou o apoio de milhares de Protetores de Animais que se juntaram ao esforço realizando ações digitais defendendo a proibição de gaiolas para galinhas.

Por que cage-free?

  • Confinamento: As galinhas usadas para ovos são confinadas intensivamente dentro de gaiolas de arame por praticamente toda a sua vida. As gaiolas estão tão superlotadas que as galinhas não conseguem realizar muitos comportamentos importantes e naturais. Algumas galinhas não conseguem suportar esse sofrimento extremo e morrem em suas gaiolas.
  • Lesões: Danos nas pernas são mais frequentes em gaiolas do que em outros sistemas, com lesões, fissuras e garras torcidas ou quebradas resultantes de pisar em fios afiados todos os dias. Muitas vezes, outras partes do corpo ficam presas na gaiola, o que resulta em ossos fraturados ou quebrados, deformidades e perda severa de penas.
  • Angústia Mental: Como qualquer animal, as galinhas são altamente motivadas a realizar comportamentos naturais. Embora algumas granjas de gaiolas forneçam algum enriquecimento ambiental simbólico, é tão pobre que tem pouco ou nenhum significado para as galinhas. A constante incapacidade de realizar qualquer ação que pareça natural leva a uma imensa e interminável frustração.
  • Segurança Alimentar: As gaiolas não são apenas incrivelmente cruéis com os animais – elas também representam sérios riscos à saúde dos humanos. De acordo com a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar, as fazendas de gaiolas têm 25 vezes mais chances de serem contaminadas com salmonella. Essas gaiolas levantam grandes preocupações de segurança alimentar para os consumidores.

À medida que a demanda dos consumidores por melhor bem-estar animal continua a crescer, empresas globais como a Toridoll têm abandonado as gaiolas em todo o mundo. Mais de 130 outros compromissos globais para acabar com o uso de gaiolas em bateria foram feitos por algumas das maiores empresas do mundo, incluindo KFC, Burger King, Taco Bell, Krispy Kreme, Unilever, Nestlé, InterContinental Hotels, Sodexo, Kraft Heinz, Shake Shack, Marcas Famosas, Costa Coffee e Barilla.

Embora livre de gaiolas não signifique livre de crueldade, os compromissos das empresas para eliminar os sistemas de gaiolas melhoram notavelmente o bem-estar das galinhas criadas nas cadeias de suprimentos. Embora ainda deva ser feito mais para fazer mudanças de longo prazo em sua qualidade de vida, este é um primeiro passo significativo para as galinhas usadas para ovos.

Como você pode ajudar? Assine nossa petição pedindo ao Super Nosso que proíba gaiolas cruéis em sua cadeia de fornecimento de ovos!

Você também pode se inscrever para se tornar um Protetor de Animais e realizar ações online fáceis para ajudar os animais.


Últimas notícias
setembro 23, 2022

Após negociações com a Animal Equality, a Korin Alimentos, produtora de ovos e frangos de corte, publicou um compromisso institucional de comprar pintainhas fêmeas (as futuras produtoras de ovos) apenas de incubatórios que não realizem o descarte de pintinhos machos. A empresa passará a comprar pintainhas apenas de fornecedores que…
setembro 22, 2022

Mais de 700 matadouros terão de instalar câmaras de vigilância na Espanha, mas, infelizmente, o decreto determina que sejam os próprios matadouros que fiscalizem as gravações. O objetivo do decreto é supervisionar o tratamento dos animais e evitar o não cumprimento das regulamentações da Espanha. O decreto define que: As…
setembro 8, 2022

No dia 29 de abril, a Animal Equality em parceria com o Eurogroup for Animals realizou o evento Discutindo o Acordo Mercosul-União Europeia: como o bem-estar animal pode promover a proteção ambiental. Os pontos discutidos no evento resultaram em uma carta com sete recomendações que foram enviadas a representantes da…