VOCÊ DOA 1X, E NÓS RECEBEMOS EM DOBRO ❤️2X Duplique o seu impacto pelos animais HOJE!

Taco Bell, Pizza Hut, KFC comprometem-se a eliminar gaiolas das cadeias globais de fornecimento de ovos


Coalizão de mais de 75 organizações sem fins lucrativos convence a Yum! Brands a adotar política global de ovos livres de gaiola.

A Yum! Brands, empresa dona das marcas KFC, Pizza Hut, Taco Bell e The Habit Burger Grill, divulgou hoje uma política global para eliminar os ovos de galinhas criadas em gaiolas e fazer essa transição na maioria de suas localidades até 2026 – e globalmente até 2030.

Este compromisso público afetará quase 50.000 locais em todo o mundo:o maior número de locais já afetados por uma única política para banir gaiolas. Este anúncio ocorreu 15 semanas após o lançamento de uma campanha pública realizada por mais de 75 organizações de proteção animal em todo o mundo, incluindo a Animal Equality.

UMA FORÇA GLOBAL: O esforço global foi liderado por organizações membros da Open Wing Alliance, uma coalizão para melhorar o bem-estar de aves criadas em granjas industriais em todo o mundo. Ativistas de 77 influentes organizações de proteção animal em 63 países uniram forças para exigir melhores práticas da Yum! Brands, em nome de seus consumidores e das galinhas que sofrem diariamente em sua cadeia de suprimentos.

Milhares de Protetores de Animais em todo o mundo participaram de ações digitais de alto impacto para persuadir a empresa a fazer essa importante mudança acontecer. Uma dessas ações foi um tuitaço que resultou no envio de dezenas de milhares de tweets para KFC, Pizza Hut, Taco Bell e The Habit Burger Grill em apenas um dia. A petição direcionada a Yum! Brands reuniu mais de 168.000 assinaturas.

OVOS E O BEM-ESTAR ANIMAL: Os ovos da atual cadeia de suprimentos da Yum! Brands vêm de fazendas que confinam galinhas em gaiolas minúsculas e imundas: 6 a 10 galinhas são forçadas a viver juntas em uma gaiola do tamanho de um iPad. Essas gaiolas são tão pequenas e lotadas que as galinhas não conseguem expressar seu comportamento natural. Frequentemente, partes de seus corpos ficam presas na jaula, o que resulta em ossos fraturados ou quebrados, deformidades e perda severa de penas. Algumas galinhas, muito exaustas ou incapazes de se mover, são pisoteadas até a morte por suas companheiras de gaiola.

UMA TENDÊNCIA CRESCENTE ENTRE AS PRINCIPAIS EMPRESAS DE ALIMENTOS: À medida que a demanda dos consumidores por ovos livres de gaiolas continua a crescer, empresas globais e líderes da indústria como a Yum! estão abandonando as jaulas. Compromissos internacionais para acabar com as gaiolas foram assumidos por algumas das maiores empresas do mundo, incluindo Unilever, Nestlé, Aldi, InterContinental Hotels, Sodexo, Compass Group, Shake Shack, Costa Coffee e Barilla.

COMO VOCÊ PODE AJUDAR: A melhor maneira de ajudar as galinhas criadas para ovos na indústria de alimentos é escolher alternativas aos ovos. Além disso, se você deseja se juntar aos nossos esforços para incentivar as empresas a adotar padrões mais elevados de bem-estar, junte-se à nossa equipe dedicada de ativistas.


Mais populares

fevereiro 14, 2018

Se você está buscando informações sobre veganismo ou tentando fazer a transição, esse post é para você! Os documentários abaixo mostram o veganismo em vários contextos — alguns ressaltam seus benefícios para a saúde, enquanto outros mostram a crueldade animal e os problemas ambientais causados pela indústria da carne. São…
dezembro 10, 2018

A ciência já provou que eles são capazes de sentir, pensar e perceber. Agora ativistas lutam para que a lei reconheça que eles têm direitos assim como nós Por Nyle Ferrari Manifestação da Animal Equality em homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Animais (Fotografia: Paula Jacob) Depois de serem transportados…
março 19, 2020

Algumas das graves ameaças à saúde pública dos últimos 20 anos foram consequências diretas do consumo de carne e produtos de origem animal, por exemplo: O caso da carne bovina com hormônios Em 1988, um grande caso explodiu porque a carne bovina dos EUA continha hormônios esteróides, normalmente utilizados ​​em…