FATAM POUCAS HORAS! VOCÊ DOA 1X, E NÓS RECEBEMOS O TRIPLO ❤️ 3X Triplique o seu impacto pelos animais HOJE!

8 curiosidades sobre os peixes que você provavelmente ainda não sabe


Quem nunca ouviu: “mas nem peixe?” Essa é uma pergunta que muitos reducionistas, vegetarianos e veganos escutam ao longo de suas vidas, pois, infelizmente, muitas pessoas, equivocadamente, acreditam que os peixes não têm sentimentos e não sentem dor. Mas a ciência já tem provas definitivas que os peixes são animais incríveis. E hoje eu vim aqui para te dar motivos suficientes para deixá-los bem longe do seu prato. 

Por que as pessoas têm menos compaixão pelos peixes?

Um estudo publicado pela Faunalytics mostra que mais de 50% das pessoas acham que os peixes não são capazes de ter emoções. Mas por que essas pessoas pensam assim? Existem vários motivos, um deles é que os peixes estão dentro da água e isso dificulta a observação dos seus comportamentos, então temos menos contato com os peixes e, consequentemente, criamos menos conexão com eles. Outro motivo é que os peixes não vocalizam (gritam ou choram) e não têm uma expressão facial tão nítida como de um porquinho apavorado, com os olhos arregalados e gritando em um matadouro, ou um bezerrinho triste e chorando porque foi arrancado de sua mãe assim que nasceu. 

Os peixes evoluíram de uma forma diferente dos animais terrestres. O grito, o choro e a expressão facial de dor ou medo não foram importantes para essa evolução e, por isso, eles não demonstram algumas emoções de forma tão nítida para nós (mas entre eles isso é bem nítido). 

A forma dos peixes se expressarem é diferente e como não é parecida com a nossa ou com a dos animais que temos mais contato, isso pode nos levar a pensar que eles não sofrem ou não sentem dor. Porém, eles são tão capazes de sentirem emoções positivas e negativas assim como nós seres humanos e os outros animais, apenas a forma de demonstrar é diferente.  

Muitas espécies de peixes mudam a cor do corpo quando estão estressadas ou passando por alguma situação específica, ou seja, essa é uma das formas que eles usam para se comunicar. 

Agora vamos te mostrar 8 motivos para você se encantar com os peixes e ter compaixão por eles também.  

1. Peixes sentem dor

Inúmeros estudos científicos mostram que os peixes sentem e reagem à dor. Um desses estudos observou que quando um peixe recebe um estímulo doloroso ele reage esfregando a parte machucada para aliviar a dor. Quem nunca fez isso quando bateu o braço, não é mesmo? Somos mais parecidos do que imaginamos. 

2. Peixes tem memória

Eles conseguem lembrar de seus predadores por meses e algumas espécies conseguem reconhecer os rostos das pessoas. Carpas, por exemplo, também sabem evitar anzóis até um ano depois de serem pescadas. Será que eles veem um pescador e pensam “vou vazar daqui porque o inimigo chegou”? Provavelmente sim, pois eles são muito espertos e sabem avaliar situações de risco. 

Depois de nadar milhares de quilômetros, o salmão pode identificar a água em que nasceu simplesmente pelo cheiro. Tenho certeza absoluta que você não se lembra do cheiro da maternidade do hospital em que você nasceu. Seria incrível termos uma memória tão boa assim, você não acha? 

Um estudo com um peixe arco-íris mostrou que ele se lembrou de como escapar de um tanque 11 meses depois de ter feito isso pela primeira vez. É como se um humano se lembrasse de uma lição aprendida há 40 anos. Quem nunca morreu de estudar para uma prova e uma semana depois já tinha esquecido várias coisas? Isso não aconteceria com o peixe arco-íris. 

3. Peixes têm emoções

Os estados emocionais de um peixe são ativados pelo ambiente onde ele está, assim como acontece com os seres humanos e os outros animais. Se estamos em um local agradável, nos sentimos bem. Mas se presenciarmos uma situação de alto risco, como um assalto, o nível de estresse vai lá em cima e os hormônios do estresse desencadeiam reações no nosso corpo. 

Os peixes quando expostos a uma situação de estresse, como quando são presos em uma rede, suas temperaturas corporais sobem, assim como acontece com os humanos. 

4. Peixes resolvem problemas complexos

Diferentes espécies de peixes já foram vistas diversas vezes usando ferramentas, como pedras para abrir conchas. Além disso, eles trabalham em conjunto para encontrar comida, afinal, quando um ajuda o outro, a chance de sucesso é maior e nós humanos sabemos muito bem disso. 

Muitos peixes elaboram mapas mentais complexos dos ambientes e das relações afetivas que possuem. Eles aprendem qual o melhor local para encontrar comida, em quem confiar ou ter medo e até com quem é o melhor parceiro para se acasalar.

5. Peixes aprendem com seus colegas

Eles observam outros peixes e determinam suas ações de acordo com o grupo. Dessa forma, aprendem como e onde conseguir sua comida. E obviamente eles reconhecem seus amigos, se engana quem pensa que os peixes são todos iguais, eles sabem diferenciar quem é quem. 

6. Peixes colaboram entre si e se conectam com seus amigos 

Eles escolhem um parceiro quando vão explorar um novo território e alternam a vez na liderança. Todo mundo tem aquele amigo que você chama para uma aventura, com os peixes não é diferente. 

Algumas espécies de peixes podem identificar os níveis de estresse de outros peixes, isso é tipo o que acontece com a gente quando olhamos para aquele melhor amigo e sabemos que ele está tenso em alguma situação, você conhece ele tão bem que só de bater o olho você já sabe como ele se sente. 

7.Sabem quando estão sendo observados

Pequenos peixes limpadores, que limpam parasitas de peixes maiores, fazem um melhor trabalho quando outros estão olhando. Isso melhora sua imagem perante outros peixes, que podem vir a ser seus novos clientes. Não julgamos, né? Pois quem nunca se esforçou um pouco mais quando estava na frente do professor, do chefe ou de algum cliente?  

8. Peixes emitem sons e se comunicam 

Não é porque não conseguimos ouvir que os peixes não se comunicam. Peixes não têm cordas vocais, mas eles usam outras partes do corpo para emitir sons e se comunicar. 

Precisamos entender que a nossa forma de comunicação não é a única e nem a melhor, cada espécie se comunica de uma forma. Os humanos são pelas palavras, alguns pássaros pelo canto, alguns animais pelo cheiro e assim essa diversidade de comunicação é o que deixa a natureza admirável e surpreendente. 

Extra: peixes não são plantas, portanto…

Eles têm sistema nervoso, capacidades intelectuais, cognitivas e emocionais, assim como os cachorros, gatos, bezerrinhos, galinhas e porquinhos, então por que não incluí-los em nosso círculo de compaixão? 

No ano passado lançamos uma investigação sobre uma fazenda, isso mesmo, uma fazenda de criação de peixes em alto mar no Reino Unido. Tais imagens revelam o quão terríveis são os processos desde o nascimento até o abate desses animais. Para entrar nesses lugares, nosso investigadores precisam de muita coragem e acima de tudo, terem sempre em mente o quão incríveis os peixes são e que vale a pena defendê-los, por mais que o risco seja grande. 

Se você quer apoiar o trabalho dessas pessoas que estão agora em campo filmando, tirando fotos e nos dando as ferramentas certas para lutarmos a favor de uma vida digna para os peixes e outros animais nas fazendas industriais e abatedouro, faça uma doação agora! 

Se você já não come peixe e quer ajudar ainda mais esses animais tão fabulosos, envie esse texto para seus amigos e familiares. Trilhões de peixes morrem todos os anos no mundo. Trilhões é um número do qual nem conseguimos ter dimensão do tamanho. Quanto mais pessoas souberem que esses animais também sofrem, mais rápido vamos conseguir reverter a triste realidade da vida e morte de um peixe. 

Para continuar se informando, acesse a nossa página aqui no site exclusiva sobre peixes.


Mais populares

fevereiro 14, 2018

Se você está buscando informações sobre veganismo ou tentando fazer a transição, esse post é para você! Os documentários abaixo mostram o veganismo em vários contextos — alguns ressaltam seus benefícios para a saúde, enquanto outros mostram a crueldade animal e os problemas ambientais causados pela indústria da carne. São…
dezembro 10, 2018

A ciência já provou que eles são capazes de sentir, pensar e perceber. Agora ativistas lutam para que a lei reconheça que eles têm direitos assim como nós Por Nyle Ferrari Manifestação da Animal Equality em homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Animais (Fotografia: Paula Jacob) Depois de serem transportados…
março 19, 2020

Algumas das graves ameaças à saúde pública dos últimos 20 anos foram consequências diretas do consumo de carne e produtos de origem animal, por exemplo: O caso da carne bovina com hormônios Em 1988, um grande caso explodiu porque a carne bovina dos EUA continha hormônios esteróides, normalmente utilizados ​​em…