VOCÊ DOA 1X, E NÓS RECEBEMOS EM DOBRO ❤️2X Duplique o seu impacto pelos animais HOJE!

Dia mundial do veganismo e motivos para fazer parte desse movimento


Hoje, dia primeiro de novembro, é uma data especial para aqueles que defendem os animais, pois mundialmente é comemorado o dia do veganismo. 

Mas o que é veganismo?

O veganismo é uma forma de viver que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para a alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade. Esse movimento vem a cada dia ganhando mais adeptos e despertando o interesse dos consumidores. 

Em 2018 uma pesquisa do Ibope mostrou que 55% dos brasileiros dariam preferência para produtos veganos, se houvessem indicações nas embalagens, ou se o preço fosse igual aos produtos já vendidos no mercado.

No Brasil, do início de 2016 para o início deste ano de 2021, a busca pelo termo veganismo aumentou em mais 300%.

Qual é o objetivo do veganismo?

Os veganos mudam suas escolhas de consumo, pois entendem que nenhum animal deve ser explorado para atender aos nossos desejos de consumo, seja na alimentação, na moda, nos cosméticos, no entretenimento ou em qualquer outra atividade econômica que explore os animais. 

Falando especificamente sobre os animais explorados pela indústria de alimentos, apenas no Brasil, 6 bilhões de frangos, 43 milhões de bois e 49 milhões de porcos são mortos anualmente para atender a demanda por carne. Mais de 124 milhões de galinhas passam suas vidas em gaiolas onde não conseguem nem ao menos abrir as asas e milhões de vacas são separadas de seus filhotes assim que eles nascem, para que o leite seja destinado ao consumo humano e não ao bezerro. 

Sabendo dessas barbaridades, muitas pessoas estão deixando os animais fora dos seus pratos

Alguns motivos para se tornar vegano

A indústria castra porquinhos de poucos dias de vida sem anestesia. Essa deve ser uma dor inimaginável. Também na primeira semana de vida, os porquinhos tem sua cauda, suas orelhas e seus dentes cortados, tudo sem medicamentos para controle da dor. Assista a nossa investigação em uma granja e um matadouro de porcos no Brasil e veja outros problemas dessa cruel indústria:

Os frangos vivem apenas 42 dias, ou seja, são mortos enquanto ainda são bebês. E vivem 42 dias de intenso sofrimento, pois a seleção genética que foi feita nesses animais fez com que eles se tornassem tão pesados que agora suas pernas não suportam o peso do próprio corpo. Assim, os frangos têm dificuldade de andar, pois são muito pesados e seus ossos estão constantemente doloridos. A dor é tão grande que muitos não conseguem se levantar para comer e beber água, e assim morrem de desidratação.

Galinhas que são exploradas pela indústria dos ovos ficam 12 dias sem alimentos e 2 dias sem água para que botem mais ovos depois desse processo que é chamado de muda forçada. Os pintinhos machos que nascem na indústria de ovos não são economicamente viáveis para serem explorados para carne, pois eles não ganham muito peso corporal, assim, a indústria os chama de “descarte” e trituram eles vivos assim que nascem. Nós sabemos que isso é tão assustador que parece até mentira, por isso nossos corajosos investigadores já documentaram essa crueldade e nós estamos trabalhando para que isso seja proibido, saiba mais clicando aqui e assine a nossa petição

As vacas têm seus chifres arrancados e seu corpo marcado com ferro quente, ambos os procedimentos são extremamente dolorosos no momento em que acontece e a dor pode durar por semanas. Se não bastasse uma vida de sofrimento, nos últimos anos uma prática injustificável vem aumentando no Brasil: o abate de vacas grávidas. Uma prática que é apontada por especialistas em bem-estar animal e por órgãos internacionais como inadequada e caracterizada como maus-tratos. Clique aqui e junte-se a nós para pedir a proibição do abate de vacas gestantes

Quer ajudar os animais e não sabe por onde começar?

Que tal se juntar a uma comunidade de milhares de voluntários que estão espalhados pelo mundo e que lutam para melhorar a vida dos animais mantidos em fazendas industriais, por meio de ações simples que podem ser feitas em casa.

Faça parte dos Protetores de Animais e veja que um esforço individual mínimo, quando feito por um grupo muito grande, se torna uma força gigante. 

Tenha em mente que a melhor forma de proteger os animais é os deixando fora do seu prato! Espalhe essa ideia compartilhando nosso conteúdo do blog e das nossas redes sociais. 

Facebook

Instagram 

Youtube


Mais populares

fevereiro 14, 2018

Se você está buscando informações sobre veganismo ou tentando fazer a transição, esse post é para você! Os documentários abaixo mostram o veganismo em vários contextos — alguns ressaltam seus benefícios para a saúde, enquanto outros mostram a crueldade animal e os problemas ambientais causados pela indústria da carne. São…
dezembro 10, 2018

A ciência já provou que eles são capazes de sentir, pensar e perceber. Agora ativistas lutam para que a lei reconheça que eles têm direitos assim como nós Por Nyle Ferrari Manifestação da Animal Equality em homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Animais (Fotografia: Paula Jacob) Depois de serem transportados…
março 19, 2020

Algumas das graves ameaças à saúde pública dos últimos 20 anos foram consequências diretas do consumo de carne e produtos de origem animal, por exemplo: O caso da carne bovina com hormônios Em 1988, um grande caso explodiu porque a carne bovina dos EUA continha hormônios esteróides, normalmente utilizados ​​em…