POR QUE O BRASIL ESTÁ EM PERIGO? ASSINE A PETIÇÃO

A verdade sobre os bovinos criados para a alimentação


Há vários anos a Animal Equality documenta o sofrimento de bois, vacas e bezerros que são explorados tanto pela indústria da carne, quanto pela indústria do leite. Apesar das chamadas fazendas de “gado de corte” e “gado de leite” serem fazendas com finalidades e estruturas diferentes, é importante destacar que em ambas os animais vivem em condições inadequadas e o destino final de todos eles, inclusive das vacas produtoras de leite, é o matadouro.

Investigações secretas

Nosso trabalho investigativo realizado em fazendas ao redor do mundo trouxe à tona, nos últimos anos, evidências preocupantes sobre as condições de vida e de abate desses animais, que só podem ser definidas como cruéis – como por exemplo, o abate de vacas prenhes no Brasil.

Além dos problemas de bem-estar animal, a pecuária também causa sérios danos ao meio ambiente e ao clima.

A pecuária é um importante setor da economia, reconhecida pelos seus grandes lucros. Por isso, é de interesse de muitas pessoas proteger essa atividade econômica, ainda que ela cause diversos danos ao planeta e, principalmente, aos animais explorados. Todas as pessoas envolvidas na produção animal tentam esconder as práticas inadequadas e danosas que essa atividade provoca. Seja por meio de projetos de lei, grandes campanhas publicitárias, falsas práticas de sustentabilidade (greenwashing), entre outras estratégias.

Por isso, aos investigadores da Animal Equality Brasil já entraram em diversas fazendas industriais e matadouros, seguiram caminhões que transportavam animais, e até sobrevoaram fazendas no meio da floresta amazônica – tudo isso para documentar o que realmente acontece dentro desse sistema que lucra em cima da exploração dos animais.

Abate de vacas prenhes

Recentemente, divulgamos uma investigação sobre o abate de vacas prenhes e enviamos uma carta aberta ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) pedindo a proibição dessa prática, que de acordo com veterinários e especialistas em bem-estar animal é uma situação de maus-tratos, um crime federal com previsão de pena de prisão e multa.

Infelizmente, o MAPA não fez a proibição e ainda fez uso de uma Portaria que trata de abate humanitário e bem-estar animal para permitir o abate de fêmeas em fase final de gestação e de seus fetos. Ou seja, agora a indústria da carne pode cometer essa prática de maus-tratos com a autorização do governo.

Recebemos essa notícia com muita indignação e novamente nos unimos a outras organizações de proteção animal para enviar uma nota de repúdio ao Ministério. Desde então, estamos trabalhando ainda mais duro para que essa prática seja proibida. Promovemos um debate que contou com a participação de especialistas em direito animal e bem-estar animal. Todos os especialistas concordaram que o artigo sétimo da Portaria 365 regulamentou uma prática de maus-tratos e que está sendo visto como um grande retrocesso para o bem-estar animal. Também contamos com o apoio da nutricionista e digital influencer Alessandra Luglio que fez um vídeo explicando os problemas relacionados ao abate de vacas gestantes.  

Investigação sobre desmatamento e queimadas na Floresta Amazônica

Um dos crimes mais graves causados ​​pela pecuária brasileira é o desmatamento ilegal. A relação pecuária e incêndios florestais foi muito bem documentada por nossos investigadores que foram ao Pantanal e Cerrado. Mas essa não foi a primeira investigação sobre impactos ambientais que a Animal Equality Brasil fez. Em 2019, logo após o dia do fogo, nossos investigadores foram às pressas para o Pará documentar essa devastação e outras áreas desmatadas. O dia do fogo foi ação coordenada e criminosa, organizada por fazendeiros, que fez o número de focos de calor aumentar cerca de 300% de um dia para o outro nos entornos da cidade de Novo Progresso (PA).

As florestas conseguem absorver os gases nocivos produzidos pelas atividades humanas. Desmatar significa privar toda a humanidade de um instrumento de vital importância para a continuidade da vida na Terra.

Investigação sobre a indústria do leite no Reino Unido

Os investigadores da Animal Equality filmaram uma fazenda no Reino Unido que fornece leite para a Marks & Spencer, um supermercado que se autodenomina líder em padrões de bem-estar animal. Porém, nossas imagens mostram o contrário, bezerros são fechados em pequenos currais solitários por até seis meses, quebrando leis britânicas de bem-estar animal.

Infelizmente, separar os bezerros e as mães logo após o nascimento e confiná-los em baias solitárias é uma prática padrão em rebanhos ao redor do mundo. Quer saber mais sobre outras práticas absurdas da indústria do leite? Clique aqui e assista ao nosso vídeo.

Exposto tudo isso, fica claro como a indústria que explora bois e vacas é cruel com os animais e um risco para o futuro da humanidade, pois está destruindo importantes biomas como o Pantanal, o Cerrado e a Amazônia. Se você se preocupa com desmatamentos, mudanças climáticas e crueldade animal, deixe os animais fora do seu prato.


Mais populares

February 14, 2018

Se você está buscando informações sobre veganismo ou tentando fazer a transição, esse post é para você! Os documentários abaixo mostram o veganismo em vários contextos — alguns ressaltam seus benefícios para a saúde, enquanto outros mostram a crueldade animal e os problemas ambientais causados pela indústria da carne. São…
March 19, 2020

Algumas das graves ameaças à saúde pública dos últimos 20 anos foram consequências diretas do consumo de carne e produtos de origem animal, por exemplo: O caso da carne bovina com hormônios Em 1988, um grande caso explodiu porque a carne bovina dos EUA continha hormônios esteróides, normalmente utilizados ​​em…
December 10, 2018

A ciência já provou que eles são capazes de sentir, pensar e perceber. Agora ativistas lutam para que a lei reconheça que eles têm direitos assim como nós Por Nyle Ferrari Manifestação da Animal Equality em homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Animais (Fotografia: Paula Jacob) Depois de serem transportados…